domingo, 20 de abril de 2008

Ó lua que vais tão alta...





... redonda que nem um tamanco,
ó Maria traz cá a escada que eu não chego lá com o banco!



E o melhor da poesia popular é mesmo:



"Ó Lua que vais tão alta,
redonda como o...
esses teus olhos menina
parecem rodas de um carro"



E assim vos deixo... com a lua... (e no entanto chove)

5 comentários:

Maga disse...

lindo medusasss! ihihih
em alta...
e está lua cheia, de facto. se a conseguires ver

Olá!! disse...

hahaha
temos poetisa

Telak disse...

a lirica meu deus...a lirica !:)
hehe
*

mik@ disse...

loool :P
se tiveres um banquinho a mais manda pra cá eheh que eu também nao chego la acima :P
bjinho

medusasss disse...

O problema era justamente esse Maga... podia-se sentir a lua, não a conseguiamos ver!
***

Olá, és tão simpática!
Quando disse que era poesia popular é mesmo verdade! Isto cantavam os amigos da minha mãe nas castanhadas bem regadas com vinho e jeropiga!
***

Bem sei Telak, és um apreciador da lírica, mas não desta, seguramente! lol
***

lol Mikita! Quando eu arranjar esse banco eu dou-to. Está prometido!
***