quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Fala do INEM, boa tarde!

11 comentários:

Rita disse...

Vi ontem no Jornal da SIC e achei o máximo. Quando aquilo aconteceu pensei que os Gatos é que podiam fazer um belo sketch sobre aquilo, só mesmo rindo...
Jokas

Alex disse...

Espectacular, está tão mal feito que assim é que tem piada :o)

mik@ disse...

é o país que temos... se não levar-mos isto a rir, então era o descalabro total.

bjo

medusasss disse...

Eu preferia ter alguém a fazer humor com o nosso país com uma cara diferente... o Ricardo DE Araujo Pereira já me chateia um bocadinho, mas aqui o têm, para o bem e para o mal! :P

Alcabrozes disse...

Portugal parece ser o único país onde o sucesso incomoda. Mesmo quando há talento...

pedro a. disse...

Portugal parece ser o único país onde o sucesso incomoda. Mesmo quando há talento..

medusasss disse...

Ó Pedro A!
É impressão minha ou foste só tu que não achou o Reveillon dos gatos uma real bosta?

pedro a. disse...

Real bosta porquê?

medusasss disse...

Momentos muito parados, sketches engraçados mas que não eram novidade... foi uma passagem de ano de amadores.
E disse real bosta para não dizer merda, mas parafraseando o refrão deles, foi efectivamente "uma grande merda".

pedro a. disse...

Acho muita piada aos níveis de exigência de crescimento exponencial.
Não tÊm apenas que fazer melhor, têm que ser muito melhores. Manter ou usar, vá lá, formulas que resultam, tendo em conta o público a que se destinam é um sinal de decadência e até de mediocridade.
Que saudades dos tempos em que o Gato era apenas uma referência dos privilegiados que tinham a SIC Radical e apreciados apenas pela elites visionárias. Maldito povo que se apropria das referências de vanguarda, tornando-as bastardas...

medusasss disse...

Epah! E eu é que sou elitista! lol

Tenho, primeiro que tudo, direito a uma opinião, opinião essa devidamente explicitada objectivamente.

Segundo: dizer que não gostei do reveillon do gatos não produz a inferência necessária que não goste do que eles já fizeram, fazem e continuam a fazer pelo humor em Portugal.

Terceiro: ninguém é mais que os outros para estar ao abrigo de críticas, nem mesmo o teu supremo guru do humor em Portugal.

Quarto: a mim, gosto pessoal <=> opinião pessoal, dava-me jeito ouvir bom humor de mais alguém que não somente os gatos fedorentos.

*** Pedro, obrigado pela tua opinião! :p